Davi Ramos e seus incríveis chapéus acabam de chegar ao Rio no Gabinete Duilio Sartori no Jardim Botânico. São 16 modelos da coleção África, desfilada por André Lima no inverno 2013/2014, inspirados no Decô, em pele de arraia, cristais e penas vintage. Além disso, o designer criou 5 cabeças-instalações, que farão você viajar pelo mundo do artista e suas obsessões. Entre elas, o gótico, as penas e, é claro, as cabeças. Tudo com ambientação mágica de Duilio Sartori e styling de Flavia Pommianosky.

As aquarelas de Tula Moraes estão começando a ficar famosas. Filha da stylist Rita Moreno, braço direito do pai, o fotógrafo Marcio Madeira, nos eventos de moda nacionais e internacionais, desde 2014 ela tem se destacado como colaboradora no blog parisiense do grupo Urban Sketch na França. Para 2016, a artista fará a capa do livro "Sacadas Cariocas", uma exposição 'solo' no Gloria, novo restaurante tropical de Paris, que tem a cara de Santa Teresa, da Chef Angela Clastre, ex. chef do Favela Chic.

David Bowie ao lado de Catherine Deneuve em "Fome de viver" (1983), dirigido por Tony Scott. Nesse filme, Bowie faz o vampiro mais elegante que já vi no cinema, vestido pela figurinista Milena Canonero. Baseada no livro de Whitley Strieber, a história é especial em tudo, do guarda-roupa anos 80 impecável à presença de Bowie e Susan Sarandon, sem falar no pingente fetiche usado para ferir as vítimas do vamp casal.

Estrela do verão da Vila Romana, Victor Collor é filho de Maria Thereza Collor de Mello e de Pedro Collor de Mello. Não fala de política de jeito nenhum. Educado num internato na Suiça, é fã de James Bond e de Hemingway. Tem duas paixões: fotografar minorias étnicas e a namorada Daiane Conterato. 

A bolsa pode ser uma arma. Pelo menos se for usada pelas heroínas da campanha de verão 2016 da Louis Vuitton. O desfile de verão da marca foi inspirado nos mangás. Na campanha, Nicolas Ghesquiere apresenta Lightning, personagem do game Final Fantasy. Em seu instagram ele acaba de soltar um video teaser com Lightning dando bolsadas no ar. Realidade e fantasia se misturam a tal ponto que Lightning ganhou vida, carne e osso na modelo sensação do momento, Fernanda Hin Lin Ly, cuja marca registrada é o cabelo pink.

Vastos cabelos pretos, Antônio Pina acaba de interpretar no teatro o corrupto juiz Amos Fiodorovitch da peça "O inspetor geral", dirigida por Nello Marrese. O texto, de 1836, escrito por Nikolai Gogol, é uma sátira ao populismo e à corrupção de uma cidadezinha do interior que entra em transe e intrigas com a visita de um inspetor geral. Presença forte no palco, a carreira teatral deste carioca, de 35 anos, está apenas começando. Ele fala aqui de Brasil, corrupção, moda e estilo.

Em tempos de discussão de gênero, mais um filme trata o assunto com a maior poesia: "A garota dinamarquesa", dirigido por Tom Hooper, com o ator Eddie Redmayne interpretando o pintor dinamarquês Einer Mogen Wegener, um caso pioneiro de mudança de sexo nos anos 30. Ao posar para a mulher, a pintora Gerda Wegener, interpretada por Alicia Vikander, Einer descobre que tem uma alma feminina dentro de um corpo masculino. Incentivado por Gerda, ele se transforma em Lili Elbe. Conheça a verdadeira história de Lili.

Como degustar um bom vinho numa nave interplanetária a caminho da lua ou de marte? Qual a maneira mais confortável de se reunir e de conversar com os amigos numa cápsula flutuando no espaço? Nos últimos dois anos o designer Octave de Gaulle vem buscando as respostas para essas perguntas. O resultado de seus estudos e experimentos pode ser visto até abril de 2016 na exposição "Civilizando o espaço" no Museu das Artes Decorativas e do Design em Bordeaux, na França. Entre as criações do designer, está uma garrafa de vinho, para ser degustada em bolhas. 

Malvino Salvador, Edson e Enzo Celulari, Murilo Rosa, Marcio Garcia. A abertura da segunda loja de Ricardo Almeida no Rio no Village Mall teve todos esses rapazes. Medo da concorrência das grifes estrangeiras? "Para mim é ótimo, porque a presença delas faz com que as pessoas entendam melhor o mundo da moda", diz Ricardo, que fala aqui do novo casual, das tendências para o verão, da paixão por carros, do empresário na atual conjuntura brasileira e de pingue-pongue.

Eu conheci e entrevistei Philip Treacy, autor dos chapéus mais cenográficos do mundo da moda em 2000 em São Paulo. Na mesma época, durante uma semana de moda, conheci também a editora de moda Isabella Blow, que não ia a um evento sem usar as criações de Treacy. Misteriosa, rosto semicoberto, ela me disse que gostava dos chapéus por timidez. Philip está abrindo seu coração num livro, editado pela Rizzolli, em que fala do seu processo criativo e da amizade com McQueen e com Isabella. Escrito com Marion Hume, "Philip Treacy: Hat Designer" tem mais de 250 imagens em cor e preto e branco. 

Receba nossa Newsletter!

 
amandas_heloisa_marra5.png