Uma luz agradavelmente quente, feita por Maneco Quinderé, envolveu o público no desfile de Lenny Niemeyer, dirigido por Zee Nunes e Bill Macintyre com styling de Daniel Ueda. Junto com a suavidade da trilha sonora de Dudu Garcia e Pedro Igel, embarcamos para o Japão. Através das estampas, visitamos as casas japonesas, voamos com as garças em fundo degradê vermelho ou azul, mergulhamos nos bordados artesanais dos tigres e das carpas e nos emocionamos com as amarrações incríveis da arte Shibari transportada para os maiôs.

Leia mais...

As cores da artista californiana Mary Heilmann inspiraram o verão 2017 de Lucas Magalhães, que criou em tricô um patchwork de tons fortes. Essencial para a construção de cada peça, a mistura de cor dá o ritmo e a exclusividade. Nas mãos, as manequins levaram buquês em sintonia com o colorido. Comprimento eleito: o midi.

Leia mais...

Um dos desfiles mais esperados da São Paulo Fashion Week foi o da linha de roupas criada por Alexandre Herchcovitch para a marca À La Garçonne, de Fábio Souza. Fábio teve a ideia de estampar um escafandro no moletom usado por Herchcovitch. Sem divisão de estações, usando lã, tecidos reciclados e outros não, À La Garçonne desfilou em clima vintage navy, com direito a jaquetas perfecto pintadas a mão com cabos. O ator Bruno Gagliasso apareceu usando uma no melhor estilo skinhead.

Leia mais...

A grife mais nova da Vivaz entrou livre, leve e solta na passarela do Minas Trend Verão 2017. Com borboleta pintada no rosto, a coleção se inspirou na magia da estilista Zandra Rhodes, ícone dos anos 70. Azul menta, branco off, camel, azul céu e preto coloriram silhuetas fluidas em bonitas sobreposições de camel sobre tons claros.

Leia mais...

 

Nem Naomi, nem Iman, yes nós temos Isabel Fillardis. Linda, musa, visual black power, ela conta que teve que correr contra o tempo. Aprender a equilibrar casa, vida, filhos e casamento sem perder a sintonia da profissão. Mãe guerreira na luta pelo filho Jamal com síndrome de West, Isabel surge aqui com styling de John Santana, beleza de Sabrina Sanm e foto de Felipe Gaspar. "Estou me reformulando, mudando de estratégia, me produzindo, produzindo coisas...". Entre elas, a remontagem da peça "Lapinha", sobre a cantora lírica negra Joaquina Maria Conceição da Lapa, que fez sucesso no Brasil Colonial.

Leia mais...

A marca de bolsas Confraria, criada por Ana Paula Ávila em Brasília, levou para a passarela um de seus maiores sucessos: o junco da Amazônia, devidamente certificado, em modelos que vão da clutch, carro-chefe da marca, à malinha de piquenique. A Confraria existe há 17 anos e tem trabalhado com comunidades de artesãos na Amazônia apostando em coleções sustentáveis.

Leia mais...

Lino Villaventura aproximou a noite do dia no Minas Trend, desfilando a Villaventura, sua marca mais casual, e a exuberância de sua primeira linha. Para a São Paulo Fashion Week, onde se apresenta no dia 29, promete uma coleção redução. "Sabe quando a gente reduz o molho?", brinca. "Acho que uma certa exuberância exagerada no momento atual é um pouco agressivo".

Leia mais...

Parece que foi ontem. Conversando com Roberta Damasceno, da Dona Coisa, lembrei da chegada da grife na multimarca no Rio. Confortável, charmosa, ela começou na malha em camisetas e moletons, arriscando no máximo em básicas e charmosas saias longas. Sofisticou-se a cada estação. E neste verão desabrocha inspirada na primavera das mulheres. Sem perder de vista o conforto, multiplicou suas texturas em misturas cada vez mais elaboradas.

Leia mais...

"Somos os refugiados do caos. Estamos sem pátria, sem noção. O chão em que nascemos foge aos nossos pés. Queremos romper o cerco da mediocridade, atravessar a fronteira para um mundo novo, algum lugar sem fronteiras, onde possamos respirar. Longe dos ratos que corroem nossas esperanças. Largamos pelo caminho nossa carga de acessórios. Só nos restará a alma da matéria, a fibra da natureza, a essência das coisas e nossas mãos livres. Para construir os nossos sonhos. Acenda a luz interna"

Leia mais...

Madame Bovary, personagem do romance de Gustave Flaubert, está viva e mudou-se para Minas, terra de mulheres lindas e sedutoras. Ela apareceu no verão 2017 da Faven vestindo gráficas e modernas listras em contraponto com peças de lingerie. Romance e sensualidade se misturaram na passarela em formas mais justas, pontuadas por basques, babados e jacquard inspirado nas rendas francesas.

Leia mais...

Receba nossa Newsletter!

 
amandas_heloisa_marra4.png