Heloisa Marra
: Heloisa Marra

Presença forte, óculos escuros, pernas cruzadas. Muito além da modelo, uma mulher capaz de fazer mil personagens. Betty Lago absolutamente elegante num editorial, publicado na Revista Moda Brasil, onde fui editora assistente em meados da década de 80, e fotografado por Nando Buco, é uma imagem que nunca vou esquecer. 

 
betty1

bettycapa

A editora da revista era Claudia Duarte, que conheceu Betty nos anos 70, bem no início da carreira. "Fiz uma matéria de noiva com ela no Outeiro da Glória ainda para a editora Vecchi. Na ocasião a Patricia era pequena. Betty tinha humor, personalidade e quando nos encontramos já inventava personagens, fazia mímicas", lembra Claudia.

Claudia assistiu em Paris ao desfile em que Betty encerrou, vestida de noiva, o desfile de Claude Montana. "Eu me lembro muito bem desse momento glorioso! Montana era o máximo e ela tinha personalidade. Não era uma mulher bonita, engordava com facilidade mas fazia sucesso pois sabia interpretar a roupa. Nunca foi padrão. Era forte e rendia nas fotos", diz Claudia.

bettymil
Hoje Betty Lago me fez voltar no tempo à uma redação completamente apaixonada pelo que fazia. Na  Rua Itapiru, no Rio Comprido, viajávamos pelas imagens de fotógrafos como Nando Buco, Isabel Garcia, Bob Wolfenson, JR Duran, Luiz Garrido, Marcia Ramalho, Nando Buco e muitos outros. Cada editorial era um mundo também bolado por produtores como Isa Goldberg, Silvia de Souza, Rufina Poubel.

Na época era produtor e não styling. Quem fez a produção foi Carlos Eduardo Coutinho, o Dudu. A beleza ficou com o Gilles. E a coordenação foi da Claudia Duarte. O cenário, o Copacabana Palace, praticamente nosso estúdio, pois volta e meia era lá que fotografávamos. As páginas do editorial de Betty Lago foram intensamente discutidas. Tínhamos tempo.

bettycopa

Na capa Betty está usando um spencer (a palavra era essa e não casaqueto ou cropped) da Márcia Pinheiro. Quando estava no Brasil Betty Lago era um acontecimento. Nunca esqueci um lançamento de coleção do Georges Henri, onde ela personificou com garra o máximo da elegância carioca numa apresentação regada a coquetel de camarão. 


bettylinda

Reencontrei Betty Lago quando ela começava sua carreira de atriz no Rio. No papel de Natália, ela encheu de elegância a tela da televisão na série "Anos rebeldes", de Gilberto Braga. Determinada me contou que havia se preparado bastante para a carreira de atriz. E assim foi. Mergulhou de cabeça nas novelas "Quatro por quatro", "Vira-lata", "Uga Uga", e várias outras. Apresentadora do programa GNT Fashion foi pioneira em levar a moda para a televisão.

bettymontana

Não se intimidou com a descoberta do câncer na vesícula há três anos. Divertida, ensaiava para estrear a peça "Menopausa" e chegou a gravar no Youtube a série "Calma Betty!". Em sua última imagem no Instagram manda um beijo, sabendo, corajosa como sempre, que partia para mais uma aventura de Betty Lake.

bettyanosdourados


Na série do youtube "Calma Betty!"

 


Receba nossa Newsletter!

 
amandas_heloisa_marra2.png