Heloisa Marra
: Heloisa Marra

Eu conheci e entrevistei Philip Treacy, autor dos chapéus mais cenográficos do mundo da moda em 2000 em São Paulo. Na mesma época, durante uma semana de moda, conheci também a editora de moda Isabella Blow, que não ia a um evento sem usar as criações de Treacy. Misteriosa, rosto semicoberto, ela me disse que gostava dos chapéus por timidez. Philip está abrindo seu coração num livro, editado pela Rizzolli, em que fala do seu processo criativo e da amizade com McQueen e com Isabella. Escrito com Marion Hume, "Philip Treacy: Hat Designer" tem mais de 250 imagens em cor e preto e branco. 

Dono de humor fino e inteligente, para Philip, usar um chapéu é melhor do que fazer uma cirurgia plástica. O livro custa 115 libras e fala do momento inesquecível vivido por Treacy com Linda Evangelista e Irving Penn.

capa

"Eu estava em Nova York, fazendo uma palestra no Bergdorf Goodman e nunca havia visitado a cidade antes.
 Fui chamado por Grace Coddington, que me pediu para ir até o estúdio de Irving Penn. Cheguei lá e encontrei Naomi Campbell e Linda Evangelista. Quem fazia a maquiagem era Kevyn Aucoin. Elas estavam sentadas, de robe, num camarim hollywoodiano com lâmpadas em volta do espelho. Eu nunca tinha visto mulheres como essas antes. Foi o meu momento supermodelo. Linda Evangelista veio até mim e sussurrou: espero usar o chapéu".

chapeus

Sobre McQueen, contou: "era memorável trabalhar com Alexander McQueen. Ninguém ficava no meio do caminho com ele. Ele trabalhava muito e todo mundo fazia questão de dar o melhor. Era como trabalhar para uma estrela de rock", disse.

isabella

Das inúmeras lembranças sobre Isabella Blow, contou que uma vez a casa de campo dela quase pegou fogo. "Felizmente os bombeiros chegaram e salvaram tudo. Era natal e estávamos nós dois sozinhos. Ela insistiu que a brigada de 30 bombeiros voltasse à casa para um drinque. Pediu que fossem de uniforme e levassem seus equipamentos. Na ocasião ela usava um chapéu meu super colorido, inspirado numa exposição dos artistas Gilbert & George. Os bombeiros não olhavam para ela. Ficavam encarando o chão".


Receba nossa Newsletter!

 
amandas_heloisa_marra1.png