Heloisa Marra
: Heloisa Marra

Moldes de maquinário portugueses viram pés de abajur em parceria com as estampas de Isabela Capeto. Secadores de ameixa do século passado se transformam em obras de arte abstrata na parede. Mesa de carpinteiro antiga ganha novas funções como bar. O ad.studio de Paloma Danemberg, que acaba de abrir no Shoppping Leblon, é uma viagem pela reinvenção de peças antigas do mundo do trabalho entre o século XIX e início do XX.

palomad1vale

Logo na entrada, quem chega é recebido pelas bombonnes, antigos garrafões de vinho franceses. Gabriel, um dos vendedores-guias da loja, tem a história de cada peça na ponta da língua e vai revelando os segredos de um universo de objetos em pinho cor de mel e ferro. Verdadeiras preciosidades, que vão da cadeira Thonet a lindas caixas usadas para guardar bebidas ou mantimentos.

palomad2vale  

"O ad.studio é fruto de muito trabalho e evolução", conta Paloma. "A marca tem dois anos e meio e gosto de dizer que foi ganhando metragem dentro do Arnaldo Danemberg. A tal ponto que a fórmula Edifício Chopin não funcionava mais pois eu precisava dar acesso a um público maior. Meu pai foi precursor em destacar a madeira clara no mundo do antigo. O meu garimpo começou dentro do garimpo dele".

palomad3vale

No início Paloma queria que as pessoas da sua geração contemplassem como ela um antiquário. Depois entendeu que tinha que começar o próprio garimpo. Experiência não faltava. Com cinco anos já ia para a Rua do Lavradio com o pai e aos 13 frequentava leilões na Inglaterra. "Entendi que meus materiais eram madeira e ferro. As seleções do meu pai vão do final do século XVIII até XIX. As minhas do século XIX a início do século XX", explica.

palomad4vale

Paloma seguiu os passos de Arnaldo na preferência pela madeira clara mas olhando para peças de natureza mais campesina. "Oitenta por cento do que escolho é de pinho e foi encontrado no norte de Portugal. Outra característica do ad.studio é a função agregada. O medidor de grãos, por exemplo, pode virar revisteiro".

palomad5vale

Mais do que uma loja, o ad.studio é um híbrido de galeria de arte e museu. "Outro dia, uma senhora de 80 anos passeou por tudo, reconheceu muitas peças e no final me deu uma aula de branding: 'você vende peça antiga aqui não é? Mas eu olho lá pra fora e eles são os antigos, você vende o novo'".
palomad6vale

Emoções não faltam no garimpo de Paloma Danemberg. As viagens de pesquisa são trabalhosas e exaustivas com o pessoal madrugando às 4h da manhã mas o esforço compensa. "Eu trabalho muito dentro do mobiliário austríaco do Michael Thonet. Nem todos conseguem preservar o selo. Cheguei numa feira e os estandes estavam sendo montados ainda. Ao olhar num dos caminhões, que descarregava, descobri duas cadeiras de teatro dos anos 20/30 que ainda conservavam o selo. Eles tinham dois pares dessas cadeiras. Não deixei passar!"

palomasapato

"Curto muito objetos que tenham suas inscrições, como caixas de bebida, por exemplo", diz Paloma, que também gosta de couro. "Tenho coleções de malas de couro. Há quatro ou cinco anos viajei com meu pai e encontramos uma loja de papel. Adorei umas partituras antigas e comprei seis, que emoldurei. Recentemente quando comecei a fazer o ad.studio, fui atrás delas e não encontrei mas tive a sorte de descobrir uma coleção de 150 unidades de uma revista francesa, 'Lisette', de 1939 e 1941. Nos anos 70, essa revista registrou as primeiras conquistas feministas, quando as mulheres passaram a desempenhar profissões antes consideradas masculinas".

palomad8vale

O projeto do ad.studio foi feito pela Ouriço Arquitetura em menos de dois meses. "Entramos no lugar da Empório Armani. A loja tem 350 metros quadrados", afirma Paloma. "Nossas peças são para um público que, independente de idade, tem um comportamento moderno. Outro dia chegou um casal e pela primeira vez vi que a mulher estava impaciente para ir embora mas o marido queria ficar. Ela então comentou: 'até que enfim uma loja em que meu marido quer ficar'. No final de semana recebemos de 300 a 400 pessoas. Final de outubro vamos ter mais um objeto de desejo como resultado de novas colaborações", promete Paloma, que fez parcerias com o artista Antonio Bokel e Isabela Capeto.

 palomad10vale


Receba nossa Newsletter!

 
amandas_heloisa_marra3.png