Com mais de 300 fotos, a Taschen acaba de lançar uma edição de colecionador sobre Gisele Bündchen. A modelo que deixou Horizontina, no Sul do Brasil, para se tornar uma das maiores embaixadoras do Brasil no mundo, aparece no livro com a sensualidade à flor da pele, clicada pelos melhores fotógrafos.

Presença forte, óculos escuros, pernas cruzadas. Muito além da modelo, uma mulher capaz de fazer mil personagens. Betty Lago absolutamente elegante num editorial, publicado na Revista Moda Brasil, onde fui editora assistente em meados da década de 80, e fotografado por Nando Buco, é uma imagem que nunca vou esquecer. 

Tecnologia, cinema e sonho unidos na videoarte pioneira de Stan VanDerBeek num projeto de 1972 podem ser vistos no Planetário apenas nesse fim de semana com entrada gratuita. Artista e cientista da imagem, VanDerBeek quis simular uma noite de sono através da projeção multimídia de várias imagens.

Na última sexta-feira, dia 11, Vivienne Westwood fez um desfile diferente em frente ao escritório eleitoral do primeiro ministro David Cameron, em Chadlington, Oxfordshire. Elegantérrima sobre um tanque de guerra, a estilista marchou em protesto contra a política inglesa a favor do fracking (exploração de gás através de fraturamento hidráulico).

Numa tarde dos anos 80 em Ipanema nunca esqueci da surpresa que tive ao ver papagaios e araras estampados nas camisas da loja da Yes, Brazil, de Simon Azulay no Forum de Ipanema. Hoje olho emocionada a explosão tropical kitsch da Paradise, de Thomaz Azulay e Patrick Doering, que estreia em clima de obra de arte na galeria Espaço Movimento Contemporâneo Brasileiro. Fiquei tão ansiosa para ver que cheguei na galeria uma semana antes do lançamento.

O chapéu de palha, inspirado em Maurice Chevalier, comprado em Paris, os sapatos bicolores, gravatas borboletas, paletós, as calças em diferentes e coloridos xadrezes. Julio Rego, nosso dândi mais querido, está leiloando várias peças no leilão organizado por Carlos Eduardo de Castro Leal junto com os móveis, adornos e louças da crítica de teatro Barbara Heliodora.

Afetiva, humana, aproximando quem cria de quem compra, a nova coleção da Farm já está nas lojas e traz o futuro feito à mão em refrescantes tons pastéis. O futuro Farm valoriza as relações, a natureza e um ritmo mais calmo de vida. "Essa coleção foi feita para emocionar", conta a diretora de estilo Kátia Barros.

 
amandas_heloisa_marra1.png