Lena Dunham
Heloisa Marra
: Heloisa Marra

Esqueçam a magreza de Sarah Jessica Parker, os saltos Manolo Blahnik e as caríssimas marcas de “Sex and the city”. Em “Girls”, série da HBO, vista em 2012 por 4,1 milhões de pessoas, Hannah Horvath, interpretada por Lena Dunham, é cheinha, meio desajeitada, não liga tanto para grifes e tem três amigas tão ou mais deslocadas do que ela no insensato mundo da crise novaiorquina. Vem aí mais uma rodada de dez capítulos, que começa dia 13 de janeiro nos Estados Unidos e depois no Brasil. Descrita como uma Woody Allen de saia, Lena, de 26 anos, é a autora e a diretora da série, que conquistou o prefeito de Nova York, Mike Bloomberg. Foi acusada de racista por não incluir nenhuma negra entre as personagens e provocou muita discussão e repugnância protagonizando cenas de sexo pouco convencionais logo nos primeiros episódios. Vale a pena conhecer essa garota e esperar pela nova temporada!

 

 

As fantasias sexuais de Adam e Hannah

Câmera em Hannah e Adam Sackler (feito por Adam Driver) transando. De repente ele pára, tira a camisinha e se masturba fantasiando que ela é uma garota de 11 anos viciada em cocaína, que ele vai devolver para casa coberta de sêmen. Os dois personagens têm 20 anos.

Ela mora com três amigas no Brooklyn e quer ser escritora. Ele sonha em ser ator e escrever peças teatrais. No final da transa, ao se vestir, Hannah brinca que é a garota de 11 anos mas Adam corta a conversa perguntando sobre o que ela está falando. O abismo entre os dois é grande numa cena criticada por uns como exemplo de péssimo sexo e amada por outros, que a consideraram uma crônica do comportamento atual.

lena-dunham-terry-richardson

Em "Girls", tudo é propositalmente desajeitado: do sexo ao figurino de Hannah (Lena Dunham) e suas amigas: Marnie Michaels (Allison Williams), Jessa Johansson (Jemima Kirke) e Shoshanna Shapiro (Zosia Mamet). Segundo a figurinista Jennifer Rogien, "a série fala de todos os erros que cometemos quando tentamos buscar nosso caminho. Juventude, o primeiro emprego, a insegurança nos relacionamentos românticos e de amizade, tentamos refletir todos esse momentos na roupa". 

Figurino autêntico para garotas ainda inseguras

Enquanto "Sex and the city" criou um fantasia de design e luxo, "Girls" fala acima de tudo de autenticidade. "Realmente nos preocupamos com realismo", contou Lena Dunham, que na primeira temporada, na vida real, ainda morava com os pais. Hannah, sua personagem, foi expulsa da segurança do ninho, teve a mesada cortada pelos pais e passou a vagar por Nova York na luta pela sobrevivência. Marnie Michaels, interpretada por Allion Williams, é colega de quarto e melhor amiga de Hannah. Perdeu o namorado e vive insegura ao vê-lo no facebook com a outra. Jessa Johansson (Jemma Kirke) é inglesa e está pela primeira vez em Nova York com a prima Shoshanna Shapiro (Zosia Mamet), que apesar da imagem de suburbana ingênua tem altos insights.

montagem 1

O estilo de Hannah é vintage com peças que nem sempre caem bem nela. "Muitas vezes nos empenhamos para que a roupa fique ainda pior", conta Jennifer Rogien. Com certeza os sapatos abotinados e mocassins usados por ela já estão virando febre. São feitos por Raquel Antonoff, irmã do namorado de Lena, Jack Antonoff, da banda Fun, indicada para o Grammy. O casaquinho com estampa de tomates já virou ícone.

montagem 2 vale

Lena Dunham trabalhou numa loja que fornecia peças para "Sex and the city"

Marnie, a melhor amiga, é arrumada demais. Tenta parecer uma mulher crescida mas às vezes pega pesado e é capaz de usar um vestido de bar mitzva numa festa grunge. Shoshanna é a mais preocupada com a moda. Quer aplicar todas as regras do mundo fashion ao mesmo tempo. Jessa (Jemima Kirke) é bohemian. Tem um senso cool de estilo mas às vezes o excesso de confiança a leva a vestir looks não muito apropriados para a ocasião, como um vestido longo transparente para trabalhar como baby sitter. As roupas da personagem são inspiradas nas de Jemima, que estudou com Lena. Segundo a diretora, todas as meninas queriam ser como ela. A mãe da atriz, a designer Lorraine Kirke, fornecia peças de sua loja Geminola para "Sex and the city" e Lena Dunham chegou a trabalhar com ela quando ainda estudava.

xlarge

Apontada como porta-voz de sua geração, Lena doi indicada para quatro Emmy Awards por "Girls". Roteirista, atriz e escritora, em 2010 fez o filme independente "Tiny Furniture", militou por Barack Obama nas últimas eleições e assinou um contrato milionário de US$ 3,5 milhlões, com a Random House como escritora de um livro que fala de sexo a comida. Confira a série no Ego!

 

 

 

 

 

  

 


 
amandas_heloisa_marra3.png