intro
Heloisa Marra
: Heloisa Marra

“É importante pensar fora da caixa. Chegou a hora de mudar. A Iódice está vivendo um momento novo, de expansão, por isso estamos abrindo uma loja no Rio Design Barra e pela primeira vez vamos desfilar no Fashion Rio”, conta Valdemar Iódice, dono da marca e presidente da Abest (Associação Brasileira de estilistas). Ele conta aqui como a APEX (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) tem promovido oportunidades de negócios para a moda. Saiba tudo.

 

 

A inauguração da loja aconteceu com a presença da nora Adriane Galisteu e o lançamento de uma coleção de inverno inspirada na riqueza de Istambul. A campanha, clicada por Karine Basílio, teve como estrela a modelo Thairine Garcia e na beleza, Daniel Hernandez.

MODA MarcelaIODICE-4

Em fase de expansão, a grife criou um departamento de varejo para ampliar sua rede, que conta com sete lojas próprias. A expansão segue para o norte e nordeste em cidades como Belém, Recife, Fortaleza, Aracaju, Salvador. Depois do Rio de Janeiro, virão Curitiba, São José dos Campos e Ribeirão Preto. 

Empresário reduziu os preços em 25%

O presidente da Abest não tem medo da concorrência das marcas estrangeiras. “A marca tem que ter o DNA e o preço justo. As marcas importadas vendem mais bolsa e perfume. Ninguém está disposto a pagar sempre uma fortuna por uma roupa”, diz. E para Valdemar, o DNA da Iódice é a mulher Jet set, a brasileira, que gosta de decote e sensualidade e hoje pode estar no Rio, em São Paulo ou Nova York. Valdemar conta que de dezembro de 2011 para dezembro de 2012, reduziu os preços do seu produto em 25% sem perder a qualidade.

Aproveitando eventos para promover negócios

Ele explica qual o papel da Abest na moda: “a associação representa o design e a moda brasileira lá fora. Há pouco estava em Paris apoiando a apresentação de Pedro Lourenço. No carnaval fizemos no Rio um desfile Resort para compradores da China e do México”, conta Valdemar, que conta com o apoio da APEX (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), órgão que aproveita os eventos para promover bons negócios.

“Recentemente, a APEX fez uma parceria com a FIFA para apoiar a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. No primeiro jogo da Copa das Confederações em Brasília, Brasil com Tóquio, a APEX reuniu 94 entidades, de hortifruti à moda, para mostrar a compradores de fora. Em abril, vamos participar de um evento do Brasil dentro do Bon Marché, que se chama “Brésil sur La Rive Gauche”, anuncia.


 
amandas_heloisa_marra4.png