Heloisa Marra
: Heloisa Marra



Com cara de joia, maxibijoux cenográficas conquistam a consumidora na nova coleção de Claudia Arbex e na pulseira 
fetiche que incrimina Beatriz (Gloria Pires) em Babilônia. Criado pela Aulore, o bracelete foi feito com esmeraldas fake e já teve 300 exemplares vendidos.

Bracelete 

O bracelete que Inês (Adriana Esteves) conseguiu tirar do cofre de Beatriz (Glória Pires) já é quase um 
personagem em "Babilônia", segundo Alexandre Caramachi, da Aulore, que assina a peça. Feito com pedraria e esmeraldas fake, o acessório levou três meses para ficar pronto entre os primeiros desenhos e a aprovação final. 

Alexandre dá detalhes: "Helena Gastal (figurinista da novela) queria uma forma diferente de cravejar e precisei tocar 
esse processo fora do Brasil com um parceiro da Alemanha. O resultado está aí: a pulseira é quase um personagem."

Bracelete teve 300 peças vendidas

A marca, que já apareceu em "Império" nos looks de Lilia Cabral, continua criando itens sob encomenda para a TV 
Globo, mas a empreitada vale cada centavo: "A emissora só autorizou que comercializássemos a peça usada por Gloria a partir da semana passada, mas já foram vendidas 300 unidades nesse pequeno espaço de tempo. Era assim também em 'Império', uma loucura!", conta Caramachi.

Claudia Raia usa e o mulherio fica em polvorosa

claudia

Claudia Raia usou várias peças da Aulore nas cenas do casamento oriental em "Alto Astral", todas criadas com exclusividade. "Hoje as pedras vêm de lugares distantes, com alto índice de produtividade, como China, Índia e 
Turquia. Mas também facetamos algumas por aqui", conta Alexandre Caramachi, sócio das grifes Herreira e Aulore. "Já vendemos cerca de 400 colares só desse modelo power que a Claudia também já usou até no turbante. O mulherio fica em polvorosa".

montagem2 

A prova de que as maxibijoux estão agradando é a designer Claudia Arbex, que traz para o Rio de Janeiro a 
nova coleção "Volga" e a exposição "Viver ciclicamente", que conquistou o Minas Trend, agora em cartaz no Rio Design Leblon.

O maior triunfo de Claudia foi mudar o jeito da consumidora encarar os acessórios, fazendo a alegria das atrizes. Suas criações _ com jeito de joia poderosa, meio "Downton Abbey" – enfeitam orelhas, dedos e pescoços daquelas que gostam de arrasar. E assim essa mineira de Varginha, com empresa sediada em São Paulo, vai cada vez mais abrindo espaço no Rio, onde tem duas lojas.

Para Claudia Arbex as clientes estão perdendo a timidez

montagem3

Irresistíveis brincos e colares com madrepérola, ônix e pérola natural – materiais usados pela primeira vez em seus trabalhos _ fazem a coleção entrar no caminho da joalheria. Claudia garante que as clientes estão perdendo a timidez e dando preferência às peças graúdas. "Minha xará Claudia (Raia), por exemplo, volta e meia está por aqui em 
busca de algum item exuberante", conta a designer, referindo-se à atriz da novela das sete, "Alto Astral".

social

Claudia também "veste" (porque seu trabalho molda como luva o corpo feminino) Carolina Ferraz. "Ela é 
elegantérrima e, de tanto usar nas novelas, acabou também assumindo a marca na vida real", diz a designer.

Claudia Raia, Marina Ruy Barbosa, Cris Vianna, Karen Brustolin (mulher de Alexandre Nero e a Luz Divina em versão 
nova, de "Pé na cova"), Maria Joana, e Juliana Alves (que estiveram no lançamento) vivem dando aquela passadinha 
na loja para garimpar peças que arrematem seus looks. E mesmo lolitas como Marina se encantam com os itens 
mais vistosos, embora "esta prefira aquelas em tamanho intermediário, mas pontuais", revela Claudia.

Violência urbana abriu espaço para maxibijoux

Na linha "Volga" predominam o preto & branco e certo tempero déco e tamanhos de tirar o fôlego. "Também estou 
trabalhando algumas peças menores em uma série que vou lançar para o verão, específíca para aquelas clientes 
que não querem ousar tanto. Mas, no geral, ainda predominam os maxi tamanhos".

"A brasileira, apesar de exuberante, costumava ser mais contida em relação ao tamanho das bijoux", avalia Claudia. 
"Talvez, herança cultural de gente que desaprendeu a ostentar depois do advento do 'politicamente correto'. Isso é 
pós-anos 1980", conta Claudia. E completa: "mas uma nova leitura de moda está se formando nos últimos tempos 
e a impossibilidade de usar joias – diante do crescimento da violência urbana, por exemplo – abriu esse espaço 
para os acessórios macro".

musas

No campo internacional, o sonho de Claudia Arbex é ver Angelina Jolie e a blogueira russa Miroslava Duma usando 
suas criações: "Penso muito nisso, uma obsessão, até", ela ri. "Elas são exuberantes, meu produto cai como uma 
luva", sonha. E confessa: "As mulheres agora extravasam a fantasia nesses acessórios imensos. Nos dois últimos 
anos a demanda cresceu".

Claudia Arbex - Shopping Rio Design Leblon - Avenida Ataulfo de Paiva, 270, Leblon, Rio de Janeiro - RJ, tel.(21) 
3129-1477

Por Alexandre Schnabl

 

 

 

 

 

 


 
amandas_heloisa_marra1.png