Lizzie, musa do nap dress

Heloisa Marra
: Heloisa Marra

Ao ler esse post talvez você esteja usando o nap dress, vestido soltinho, confortável, fácil de vestir, bom para dormir e para sair. Um best seller nesses tempos de quarentena. A criadora do modelo é Nell Diamond, que desde 2016 faz roupas para dormir na Hill House Home. Nap, traduzindo, é cochilo. Mas o que talvez muitas não saibam é que a inspiração do look vem de uma musa pré-rafaelita do século 19.

Hill House HomePeça é um caso de sucesso comercial

O vestido nap foi patenteado em janeiro desse ano e é vendido na faixa de US$ 100 pela internet. Dependendo do lugar no Brasil, o frete vai custar US$ 50 a mais. Em apenas meia hora, a empresa vendeu US$ 1 milhão. Hoje o nap dress representa 50% do faturamento da Hill House Home. 

Americana criada em Londres, Nell teve a ideia de fazer o modelo quando era analista financeira do Deutsche Bank. O nap começou a ser vendido ano passado e segundo ela, esgotou na primeira coleção cápsula. Um pouco infantil, com babadinhos nos ombros, é um case de estilo e sucesso comercial nessa temporada de home office, povoada por moletons, flats e roupas acima de tudo confortáveis.

nelldiamondEllie, Athena, Katherine, Caroline e vários outros naps foram fabricados em Madagascar numa fábrica escolhida por Nell por que a dona é uma mulher. A empresária e estilista gosta de cultivar um estilo que ela chama de "victorian ghost" (fantasma vitoriano). Seu interesse por lingerie e camisolas de época vem da faculdade, em Princeton, quando pesquisou a ligação entre o algodão branco e a histeria.O branco era look símbolo dos sanatórios, onde, nas novelas vitorianas e na realidade da época, iam parar as mulheres consideradas loucas, muitas na verdade vítimas de abuso.

Tese sobre mulheres pré-rafaelistas inspirou o nap

O moodboard que inspirou o nap dress de Nell Diamond vem de uma tese que defendeu sobre "como as mulheres pré-rafaelitas usando noções muito tradicionais de feminilidade calmamente subverteram a vida dos maridos". Ele é todo ilustrado com referências de pintores do século 19: Lady of Shalott, de John William Waterhouse (1888), Lady Lilith, de Dante Gabriel Rossetti (1867) e o famoso quadro "Ophelia", de John Everett Millais (1851).

2129Elizabeth Siddal foi a musa que posou para "Ophelia". Durante vários meses ela flutuou numa banheira para John Everett Millais. A água era aquecida com lâmpadas, que em certo momento apagaram. Lizzie, como era conhecida, não avisou ao artista que estava congelando. Perfeccionista, pintora e poeta, Elizabeth Siddal lutou contra a depressão e morreu aos 32 anos por overdose de láudano. Queria ser mais do que uma musa mas acabou sendo mais conhecida assim, inspiranto Ophelia e agora o nap dress.