intro
Heloisa Marra
: Heloisa Marra

Seu último desfile na São Paulo Fashion Week investiu em requintados grafismos listrados e vibrantes, que ganharam o aplauso da crítica e acabaram sendo vestidos por várias famosas, entre elas Izabel Goulart no baile de carnaval da revista "Vogue". 

Vestido e detalhe


Clima de névoa para desacelerar

O objetivo da instalação de manequins mostrada com vídeo? "A coleção fala sobre a temática digital e eu sempre quis um momento mais próximo com a imprensa, com as minhas compradoras, um tempo diferente da velocidade de um desfile. Trabalhamos com luz baixa, um clima de névoa, para que as pessoas pudessem desacelerar do dia a dia", conta o estilista, que encara a câmera com certa timidez, rindo só depois do clique.

Fetiche: as sandálias de Flavia Alessandra

"Sabia que esse ruído da televisão é usado para acalmar em tratamentos?", disse Vitorino a Daniela Falcão, editora da "Vogue". No meio da névoa, um flash capta a imagem de Flávia Alessandra, num vestido azul floral e levíssimas sandálias by Vitorino.

flavia e sapato2

Tecidos dublados numa coleção estruturada e leve

O estilista é craque na arquitetura têxtil. Para dar rigidez ao cetim duchesse, coloca o tecido numa prensa térmica com uma entretela de dupla colagem junto e uma sarja, tudo com acabamento de zibeline. Looks velozes, formas retas, silhuetas alongadas e volume nas blusas pontuaram uma coleção em preto, rosa e azul, com destaque para a seda combinada ao acetato.

Construindo a renda

A construção de uma renda telada é um primor. E ele explica: "a trama mistura o cinza e o bege em fios metálicos. Resolvemos trabalhar com o cinza e não o branco porque o ruído branco é a união do cinza com o preto. É um novo cinza. Existem microfios em dois tons de cinza e ouro velho para quebrar essa mescla", explica Vitorino que começou a trabalhar aos 12 anos na fábrica de uniformes da família em Feira de Santana. Veja Vitorino também no Ego!

Dono de grife aos 16 anos

Vitorino e Izabel

Batalhador, fez uma grife sua aos 16, foi estudar moda na Universidade de Salvador, desfilou no Moda Hype no Rio e num curto tempo já é vendido nas principais cidades do país. O reconhecimento está vindo rápido. Foi apontado pela revista "Elle" como um dos sete nomes da costura sob medida no Brasil e indicado pela L'Officiel como um dos cinco estilistas de futuro promissor na América Latina.

 
amandas_heloisa_marra3.png